08 de Março – Dia Internacional da Mulher

Comemora-se hoje o Dia Internacional da Mulher, data histórica que surgiu no início do século XX com manifestações em busca da igualdade de gênero em diversos países naquele período em que havia ainda mais desigualdade de oportunidades entre os gêneros.

Em 8 de março de 1917, na Rússia Imperial, organizou-se uma passeata de mulheres contra o desemprego e as condições de vida do país que estavam precárias, tais protestos que foram bem vistos pelas mulheres de Nova York que em 1909 lutavam por seus direitos, inclusive o do voto, e da Internacional Socialista de Copenhague, que em 1910 sugeriu que fosse criada uma data comemorativa para relembrar a importância das mulheres na sociedade e que a busca pelos direitos fosse constante.

Apenas em 1975, o dia 8 de março foi instituído como data oficial pelas Nações Unidas, data que é comemorada em mais de 100 países pelo mundo atualmente.

Mulheres no mercado de trabalho e no Comércio Exterior

Nos últimos anos, a participação da mulher brasileira no mercado de trabalho vem ganhando forças e elas vêm assumindo com muita responsabilidade e eficiência papéis que há anos eram destinados apenas ao sexo masculino sem nenhum motivo justo.

O comércio exterior, que nunca teve gênero, também enfrenta até os dias atuais algumas barreiras a serem ultrapassadas pelas mulheres, que a cada dia superam desafios e estão muito presentes nos mais diversos escritórios trazendo melhorias significativas para as empresas. No ano passado, o Grupo Banco Mundial realizou o “Estudo sobre participação de mulheres e a facilitação do comércio exterior no Brasil”, iniciativa que visa promover a facilitação do nosso comércio exterior e a participação cada vez mais ativa das mulheres nesse setor, desenvolvendo também iniciativas públicas para melhorias e inclusão. Além disso, há outras iniciativas formadas por mulheres da área que juntas mostram ao mundo a importância delas no setor.

Segundo o artigo “External Trade Effects on Woman Employment: the Case of Brazil” que foi escrito há uma década por Marta Reis Castilho, a participação das mulheres nas exportações correspondem a 34% nas categorias de baixa qualificação, 44% nas de média qualificação e 53% em posições de

liderança. Nas importações, as mulheres ocupam uma parcela maior dos empregos de qualificação mais elevada, cerca de 32,4%, e um percentual menor para os cargos de menor qualificação, 28,9%. Desde então, o cenário evoluiu bastante para as mulheres que participam ainda mais ativamente do setor.

Outro ponto muito importante é vermos as iniciativas criadas por empresas privadas para o aumento da participação feminina em seus quadros de colaboradores, principalmente em posições de liderança, que ainda são amplamente ocupadas por homens.

Desejamos a todas um Feliz Dia da Mulher! Que todos os dias sejam de respeito e homenagem a nós! Muito sucesso profissional e continuemos na luta!

 

 

 

Iara Neme

Graduada em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Produtora de conteúdo na página ComexLand com experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.