Bahia e o Comércio Exterior brasileiro

No artigo de hoje, iremos abordar a importância das importações e exportações da Bahia para o comércio exterior brasileiro, assim como a sua contribuição para a economia local.

Segundo as estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Bahia é o quarto estado mais populoso do Brasil, ficando atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, apenas. Em relação a sua extensão territorial, o estado fica na quinta colocação do ranking, atrás do Amazonas, Pará, Mato Grosso e Minas Gerais, com área equivalente a todo o território da França.

A Bahia é também o estado brasileiro com o maior número de divisas, fazendo fronteira com outros oito estados. Sua capital, Salvador, é o quarto município mais populoso do país, perdendo apenas para São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O Produto Interno Bruto (PIB) baiano também é destaque no país, sendo o sétimo maior nos últimos anos.

As atividades agropecuárias, industriais, mineradoras, turísticas e de serviços da Bahia correspondem por quase 40% de todo o PIB da região nordeste, sendo o cacau, a mamona, o coco, o feijão e a mandioca os principais destaques da agricultura do estado. Nas atividades extrativistas, o estado possui grande potencial na exploração de petróleo, ouro, cobre e magnesita.

Importações e exportações da Bahia

No ano passado, a Bahia foi o nono estado brasileiro que mais exportou e o oitavo que mais importou, gerando uma receita de US$9,8 bilhões em exportações e de US$8,1 bilhões em importações. Nos primeiros meses deste ano, o valor exportado e o importado já registram alta de 23,7% e 86,3%, respectivamente. Os principais destinos das exportações baianas, são a China, Estados Unidos, Singapura, Argentina e Holanda, sendo os principais itens exportados: petróleo, celulose, farelo de soja para nutrição animal, algodão e soja.

Enquanto isso, nas importações, cerca de 1/3 das importações baianas do ano passado foram oriundas dos Estados Unidos. China, Espanha, Chile e Congo também compõem a lista dos principais exportadores para o estado.

Quanto aos itens importados, os principais destaques são produtos da indústria extrativa e de transformação, com destaque para os óleos combustíveis de petróleo, gás natural liquefeito, adubos ou fertilizantes químicos, minérios de cobre, geradores elétricos, dentre outros.

O Porto de Salvador foi fundado em 1813, ele está localizado estrategicamente na ponta de uma península que separa a Baía de Todos os Santos do Oceano Atlântico é o principal hub de entrada e saída de mercadorias do estado. Ele pertence à União e o Governo Federal é responsável por sua administração por meio da Companhia das Docas do Estado da Bahia (CODEBA).

Iara Neme

Graduada em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Produtora de conteúdo na página ComexLand com experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.