Espírito Santo: saiba mais sobre as exportações e importações capixabas.

Hoje nós iremos analisar o estado do Espírito Santo, que está localizado na região sudeste do Brasil e faz divisa com o Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. A sua extensão territorial é uma das menores de todos os estados do país, ficando atrás do Rio de Janeiro, Alagoas, Sergipe e Distrito Federal, apenas. No entanto, isso não impede o estado de se destacar tanto na economia local como na exportação e importação de diversos produtos de diferentes setores.

No ano passado, o Espírito Santo foi o 10º principal estado que mais exportou e importou no Brasil, chegando a quase US$10 bilhões em exportações e cerca de US$6,5 bilhões em importações. Dentre os principais parceiros comerciais do estado, os destaques foram os Estados Unidos, a China e a Argentina, com 25%, 14% e 8,1% de participação no comércio exterior, respectivamente.

O principal produto da pauta exportadora capixaba foi o minério de ferro, dos US$9,8 bilhões exportados no ano passado, US$3,3 bilhões, ou 34%, foram deste produto. Em seguida, alguns itens da indústria de transformação como produtos semi-acabados de ferro ou aço, cal, cimento e celulose compõem a lista, assim como o café e óleos brutos de petróleo, que também possuem alta relevância nos embarques.

Nas importações, o destaque ficou com o carvão, com cerca de 12% de participação. Em seguida, a indústria de transformação toma conta da lista dos principais produtos com os mais diversos itens, como aeronaves, automóveis, equipamentos de telecomunicações, adubos, tecidos, medicamentos e bebidas alcóolicas.

Segundo o resultado do primeiro trimestre deste ano, a receita com as exportações e importações capixabas cresceu 16,9% e 62,8%, respectivamente, em relação ao primeiro trimestre de 2021. A China perdeu espaço no ranking dos principais destinos das exportações capixabas, que até o momento é composto pelos Estados Unidos, Malásia, Turquia, Argentina e Egito. Nas importações, no entanto, a China continua liderando o ranking da principal origem dos produtos importados pelo Espírito Santo, assim como Estados Unidos, Austrália, Argentina e Alemanha.

Companhia de Docas do Espírito Santo (Codesa)

No dia 30 de março de 2022, a Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) foi leiloada por R$106 milhões, sendo o primeiro leilão de uma estatal do setor portuário brasileiro, tema que está em pauta há bastante tempo e que outros terminais portuários devem seguir a tendência, como o de Santos, um dos mais esperados e comentados do setor.

A Codesa é responsável por dois portos, o de Vitória e o da Barra do Riacho, a empresa vencedora terá o contrato de concessão por 35 anos.

Iara Neme

Graduada em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Produtora de conteúdo na página ComexLand com experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.