Os estados brasileiros no Comércio Exterior

Os recursos naturais brasileiros colaboram com o comércio do país com o mundo, sabemos que as exportação brasileiras são baseadas na agricultura, enquanto a maioria das importações são produtos da indústria da transformação.

A sentença acima se comprova pela balança comercial dos últimos anos, em 2019 os principais produtos exportados foram:

  • Soja;
  • Petróleo;
  • Minério de ferro;
  • Celulose;
  • Milho;
  • Carne de bovino;
  • Carne de frango;
  • Produtos manufaturados;
  • Farelo de Soja;
  • Café

Enquanto os principais produtos importados pelo país foram:

  • Produtos Manufaturados;
  • Medicamentos;
  • Óleo combustível;
  • Partes e peças automotivas;
  • Circuitos integrados;
  • Inseticidas, rodenticidas, fungicidas, herbicidas, reguladores de crescimento para plantas, desinfetantes e semelhantes;
  • Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas;
  • Plataformas, embarcações e estruturas flutuantes;
  • Adubos e fertilizantes;
  • Automóveis;

Neste artigo iremos analisar o desempenho dos estados no Comércio Exterior brasileiro:

Região Norte:

Acre:

  • Capital: Rio Branco.
  • Ranking: 27° lugar nas exportações e importações brasileiras
  • Representou em 2019: 0,001% das importações e 0,01% das exportações
  • Exportação: Madeira, parcialmente trabalhada e dormentes de madeira; Importação: Pneus de borracha, bandas de rodagem intercambiáveis, flaps e câmaras de ar para rodas;

Amapá:

  • Capital: Macapá.
  • Ranking: 22º lugar nas exportações e 25º nas importações
  • Representou em 2019: 0,07% das importações e 0,1%das exportações
  • Exportação: Ouro, não monetário (excluindo minérios de ouro e seus concentrados);
  • Importação: Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos);

Amazonas:

  • Capital: Manaus.
  • Representou em 2019: 5,73% das importações e 0,3% das exportações;
  • Ranking: 18º nas Exportações e 5º nas importações;
  • Exportação: Outros produtos comestíveis e preparações;
  • Importação: Equipamentos de telecomunicações, incluindo peças e acessórios;

Pará:

  • Capital: Belém.
  • Ranking: 5° lugar nas exportações e 16° nas importações
  • Representou em 2019: 0,7% das importações e 7,98% das exportações
  • Exportação: Minério de ferro e seus concentrados;
  • Importação: Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos);

Rondônia:

  • Capital: Porto Velho.
  • Representou em 2019: 0,5% das importações e 0,6% das exportações
  • Ranking: 16º lugar nas exportações e 18º nas importações
  • Exportação: Carne bovina fresca, refrigerada ou congelada;
  • Importação: Geradores elétricos giratórios e suas partes;

Roraima:

  • Capital: Boa Vista
  • Representou em 2019: 0,005% das importações e 0,07% das exportações.
  • Ranking: 24º lugar nas exportações e 26º nas importações
  • Exportação: Soja;
  • Importação: Aeronaves e outros equipamentos, incluindo suas partes;

Tocantins:

  • Capital: Palmas.
  • Representou em 2019: 0,09% das importações e 0,5% das exportações;
  • Ranking: 17º lugar nas exportações e 24º nas importações;
  • Exportação:Soja;
  • Importação:Adubos ou fertilizantes químicos (exceto fertilizantes brutos);

Região Nordeste

Alagoas:

  • Capital: Maceió.
  • Representou em 2019: 0,4% das importações e 0,1% das exportações
  • Ranking: 21º das exportações e 20º das importações
  • Exportação: Açúcares e melaços;
  • Importação: Adubos ou fertilizantes químicos (exceto fertilizantes brutos);

Bahia:

  • Capital: Salvador.
  • Representou em 2019: 3,82% das importações e 3,66% das exportações
  • Ranking: 10º nas exportações e 8º nas importações
  • Exportação: Soja;
  • Importação: Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos);

Ceará:

  • Capital: Fortaleza.
  • Representou em 2019: 1,33% das importações e 1,02% das exportações
  • Ranking: 14º lugar nas importações e exportações
  • Exportação: Produtos semi-acabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço;
  • Importação: Carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado;

Maranhão:

  • Capital: São Luís.
  • Representou em 2019: 2% das importações e 1,59% das exportações
  • Ranking: 13º nas exportações e 12° nas importações
  • Exportação: Alumina (óxido de alumínio), exceto corindo artificial;
  • Importação: Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos);

Paraíba:

  • Capital: João Pessoa.
  • Representou em 2019: 0,3% das importações e 0,06% das exportações
  • Ranking: 25º lugar nas exportações e 21º lugar nas importações
  • Exportação: Calçados.
  • Importação: Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus.

Pernambuco:

  • Capital: Recife.
  • Representou em 2019: 2,17% das importações e 0,7% das exportações
  • Ranking: 17º nas exportações e 10º nas importações
  • Exportação: Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos);
  • Importação: Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos);

Piauí:

  • Capital: Teresina.
  • Representou em 2019: 0,2% das importações e 0,2% das exportações
  • Ranking: 19º lugar nas exportações e 22º nas importações
  • Exportação: Soja;
  • Importação: Válvulas e tubos termiônicas, de cátodo frio ou fotocátodo, diodos, transistores;

Rio Grande do Norte:

  • Capital: Natal.
  • Representou em 2019: 0,09% das importações e 0,2% das exportações;
  • Ranking: 20º lugar nas exportações e 23º lugar nas importações;
  • Exportação: Frutas e nozes não oleaginosas, frescas ou secas;
  • Importação: Trigo e centeio, não moídos;

Sergipe:

  • Capital: Aracaju.
  • Representou em 2019: 0,4% das importações e 0,02%das exportações;
  • Ranking: 26º lugar nas exportações e 19º nas importações;
  • Exportação: Sucos de frutas ou de vegetais;
  • Importação: Geradores elétricos giratórios e suas partes;

Região Centro-Oeste

Goiás:

  • Capital: Goiânia.
  • Representou em 2019: 2,02% das importações e 3,19% das exportações
  • Ranking: 11º nas exportações e importações
  • Exportação: Soja;
  • Importação: Medicamentos e produtos farmacêuticos, exceto veterinários;

Mato Grosso:

  • Capital: Cuiabá.
  • Representou em 2019: 1,11% das importações e 7,7% das exportações
  • Ranking: 6º nas exportações e 15º nas importações
  • Exportação: Adubos ou fertilizantes químicos (exceto fertilizantes brutos);
  • Importação: Soja;

Mato Grosso do Sul:

  • Capital: Campo Grande.
  • Representou em 2019: 1,36% das importações e 2,35% das exportações
  • Ranking: 12º lugar nas exportações e 13º nas importações
  • Exportação: Celulose;
  • Importação: Gás natural, liquefeito ou não;

Distrito Federal

  • Capital: Brasília.
  • Ranking: 23º nas exportações e 17º lugar nas importações
  • Representou em 2019: 0,6% das importações e 0,07%das exportações
  • Exportação: Soja;
  • Importação: Medicamentos e produtos farmacêuticos, exceto veterinários;

Região Sudeste

Espírito Santo:

  • Capital: Vitória;
  • Representou em 2019: 3,54% das importações e 3,94%das exportações;
  • Ranking: 9º lugar nas exportações e importações;
  • Exportação: Minério de ferro e seus concentrados;
  • Importação: Carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado;

Minas Gerais:

  • Capital: Belo Horizonte.
  • Representou em 2019: 5,05% das importações e 11,25% das exportações
  • Ranking: 3º lugar nas exportações e 7° lugar nas importações
  • Exportação: Minério de ferro e seus concentrados;
  • Importação: Adubos ou fertilizantes químicos (exceto fertilizantes brutos);

São Paulo:

  • Capital: São Paulo.
  • Ranking: 1° lugar nas importações e exportações
  • Representou em 2019: 32,86% das importações e 19,3% das exportações;
  • Exportação: Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus;
  • Importação: Compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos, ácidos nucléicos e seus sais.

Rio de Janeiro:

  • Capital: Rio de Janeiro
  • Representou em 2019: 16,35% das importações e 11,58% das exportações;
  • Ranking: 3º nas exportações e 2º nas importações;
  • Exportação: Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus;
  • Importação: Plataformas, embarcações e outras estruturas flutuantes;

Região Sul

Paraná:

  • Capital: Curitiba.
  • Representou em 2019: 7,16% das importações e 7,36% das exportações
  • Ranking: 7º nas exportações e 4º nas importações
  • Exportação: Soja;
  • Importação: Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos);

Rio Grande do Sul:

  • Capital: Porto Alegre.
  • Representou em 2019: 5,58% das importações e 8,3% das exportações
  • Ranking: 4º nas exportações e 6º nas importações
  • Exportação: Soja;
  • Importação: Adubos ou fertilizantes químicos (exceto fertilizantes brutos);

Santa Catarina:

  • Capital: Florianópolis.
  • Representou em 2019: 9,55% das importações e 4,01% das exportações
  • Ranking: 8º lugar nas exportações e 3º lugar nas importações
  • Exportação: Carnes de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas;
  • Importação: Demais produtos – Indústria de Transformação.

Conclusão:

Os estados que mais importaram foram: São Paulo, Bahia,Minas Gerais, Rio de Janeiro, Amazonas, Paraná,Santa Catarina, Rio de Janeiro;

Os estados que mais exportaram foram: São Paulo, Bahia,Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Pará, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro;

Os estados que registraram os maiores saldos da balança comercial em 2019 foram: Pará, Minas Gerais, Paraná São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro,Rio Grande do Sul,Mato Grosso, Espírito Santo e Bahia;

Comente no nosso post do Instagram qual é o seu estado e em qual posição do ranking ele está!

Fonte: Ministério da Economia

Essa análise foi realizada por Kauana Pacheco para a Ux Comex

Kauana Pacheco

Kauana é formada em Negócios Internacionais e é pós-graduada em Big Data & Market Intelligence. Kauana é a fundadora da ComexLand, onde atua como especialista em marketing focado para empresas do Comércio Exterior e Logística Internacional.