Qual é a importância do Maranhão para o Comércio Exterior brasileiro?

Hoje nós iremos falar de outro estado da região nordeste do Brasil e sua participação nas exportações e importações brasileiras, o Maranhão. O estado faz fronteira com o Piauí, Tocantins e Pará e possui 217 municípios, tendo São Luís como sua capital. A sua extensão territorial é a oitava maior dentre os estados brasileiros, com cerca de 330.000 km ², o equivalente à área do Vietnã. Em relação à população, o estado possui cerca de 7,2 milhões de habitantes, o 11º mais populoso do país. 

Economia maranhense

A economia do Maranhão pode ser dividida em diversos segmentos de extrema relevância, como a agricultura, a indústria e o turismo. Conforme dados da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), o Maranhão é o segundo maior produtor agrícola do Nordeste, com destaque para a produção de arroz, sendo o 5º estado de maior produtividade do cereal no país e o 1º do Nordeste. Além do arroz, outra referência maranhense é na produção de cana-de-açúcar, mandioca (3º maior produtor do Nordeste e 12º maior produtor do Brasil) milho (3º maior produtor do Nordeste), soja (2º maior produtor da região Nordeste), algodão (2º maior produtor do Nordeste) e eucalipto.

Em relação às atividades industriais do estado, a participação maranhense é de 1,2% na indústria nacional, empregando cerca de 80 mil trabalhadores no setor. Os principais setores industriais são: Serviços Industriais de Utilidade Pública, como Energia Elétrica e Água, construção civil, metalurgia, celulose e papel e alimentos. Juntos, estes 5 setores concentram quase 90% da indústria do estado. 

Em relação ao turismo, assim como boa boa parte do litoral da região nordeste, o Maranhão possui belezas naturais e históricas que atraem milhares de turistas durante todo o ano, sendo o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, o centro histórico de São Luís e o Parque Nacional da Chapada das Mesas os principais destaques.

Participação do estado nas exportações e importações brasileiras

No ano passado, o Maranhão foi o 13º estado no ranking das exportações e das importações brasileiras, totalizando US$4,4 bilhões e US$4,2 bilhões, respectivamente. Dessa forma, a corrente de comércio do estado atingiu US$8,5 bilhões no ano, alta de 60% se comparado a 2020. Já em 2022, no acumulado até o momento, as exportações do estado já saltaram 28,6% e as importações quase 115%.

Cerca de 30% das exportações do estados são destinadas ao Canadá, 20% para a China e 10% para os Estados Unidos. Nas importações, os principais parceiros são os Estados Unidos, com mais de 40% de participação, Emirados Árabes e Índia, com 12% e 8%, respectivamente.

Dentre os principais produtos exportados pelo Maranhão, o óxido de alumínio se destaca com mais de um terço das exportações totais do estado, em seguida, vem a soja, a celulose e o minério de ferro. Já nas importações, os óleos combustíveis de petróleo, os adubos e fertilizantes químicos são os principais destaques.

Iara é graduada em Relações Internacionais e Comércio Exterior é produtora de conteúdo da página ComexLand, possui experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.

Iara Neme

Graduada em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Produtora de conteúdo na página ComexLand com experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.